Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Ir direto para menu de acessibilidade.
Inicio contedo da pgina

Notícias


Acervo

A vida é doce: a história do açúcar


Sexta, 15 Março 2019

A vida é doce: a história do açúcar (Google Fotos)A National Geographic é reconhecida mundialmente pela qualidade em fotojornalismo e cartografia, oferecendo cobertura aprofundada de ciência, tecnologia, geografia, culturas, vida animal, meio ambiente e ecologia. Além disso, a publicação contém outros tipos de coberturas em diferentes áreas, disponibilizando conteúdo em texto, áudio, vídeo e recursos interativos. Um exemplo disso é o artigo recém-publicado Life is sweet: the sugar story. O periódico está acessível desde a primeira edição (de 1888) até o ano corrente para os usuários do Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

O material define a cana-de-açúcar como a terceira safra mais valiosa do mundo, com mais de 66 milhões de acres de terras agrícolas dirigindo uma indústria que fornece aos consumidores americanos mais de 11 milhões de toneladas de açúcar por ano. Com a indicação de que um americano ingere mais de 70 gramas (17,5 colheres de chá) de açúcar por dia, a Organização Mundial da Saúde (OMS) dá sinal de alerta e recomenda a redução do consumo.

Segundo o levantamento, o ser humano está “programado para amar o açúcar”. “Os instintos evolutivos de sobrevivência desencadeiam desejos por alimentos que o corpo precisa, como sal, gordura e açúcar. Para nossos ancestrais, o alto conteúdo de energia do açúcar era um salva-vidas quando a comida era escassa e havia competição com animais e insetos por frutas e outros alimentos”, descreve Jon Heggie, autor do artigo.  Para ele, os doces ajudaram a espécie humana a sobreviver e prosperar, mas por milhares de anos a ingestão foi moderada pela disponibilidade sazonal – até que a produção em massa inseriu definitivamente o item na dieta humana.

O artigo pontua a posição dos açúcares como principal fonte de energia do corpo, sua composição e o passo a passo desse composto ao longo dos anos, incluindo o momento em que passou a ser processado pela indústria, ofertando à sociedade versões artificiais. O texto traz ainda informações sobre quantidades ideais de consumo para adultos e crianças, pontuando a importância da deglutição exacerbada no aparecimento e agravamento de patologias.

“O metabolismo de todo mundo funciona de maneira diferente, mas a maioria de nós come mais açúcar do que precisa. O gosto é a principal tentação. Quando comemos açúcar, o cérebro libera dopamina e serotonina, hormônios do humor que estimulam a área do cérebro associada à recompensa. Em um processo semelhante ao vício em drogas, temos desejos de açúcar. No entanto, a corrida em busca de doces libera insulina e cria um ambiente no organismo que provoca mais desejos e um ciclo vicioso”, detalha um trecho do artigo.

Sobre a National Geographic
Esse e outros artigos ligados a assuntos que envolvem diversas áreas do conhecimento podem ser acessados no site da plataforma da National Geographic por meio do Portal de Periódicos da CAPES. Devido à variedade de temas, o título beneficia professores, estudantes, pesquisadores e outros profissionais que têm curiosidade acadêmica e gostam de ampliar seus conhecimentos.

Na página da revista, os usuários também têm acesso a edições da National Geographic Brasil, além de materiais de áudio e vídeo originais produzidos pelas expedições da National Geographic Society – entidade norte-americana responsável pela editoração do conteúdo.

A National Geographic é mensal e divulgada em vários países. Possui visibilidade internacional devido à sua qualidade editorial e está indexada em uma plataforma de busca de fácil acesso, que permite navegação rápida pelos assuntos de interesse. O periódico é publicado em mais de 30 idiomas, como português, grego, polonês, coreano, hebraico, tcheco e romeno.

A pesquisa pode ser feita por meio de qualquer computador ligado à internet – em casa, na escola, no trabalho ou onde o usuário se sentir confortável para navegar e explorar o conteúdo disponível. Além de visualizar na íntegra os artigos, é possível armazenar as informações de interesse em uma conta pessoal ou ainda imprimir o material para posterior leitura.

O acesso pode ser realizado a partir do banner localizado na página inicial do Portal – área “Parceiros” – ou no link buscar base. Há ainda a possibilidade de pesquisa pelo campo buscar periódico, onde o usuário encontrará as opções National Geographic Adventure (ISSN 1523-6226), National Geographic Explorer (ISSN 1541-3357) e National Geographic Traveler (ISSN 0747-0932).

O Portal de Periódicos autoriza a reprodução parcial ou total de suas notícias desde que seja citada a fonte: "Portal de Periódicos da CAPES"

Alice Oliveira dos Santos


Notícias relacionadas

  • 19.02.19
  • 00:02
Número de diabéticos deve crescer mais de 30% até 2045
O Portal de Periódicos da CAPES oferece à comunidade ligada a área, entre diversos conteúdos, duas publicações da Associação Americana de Diabetes: Diabetes e Diabetes Care
  • 24.01.19
  • 00:01
JSTOR oferece conteúdo de Ciências Sociais e outras áreas do conhecimento
Por meio da plataforma, usuários do Portal de Periódicos da CAPES podem pesquisar em revistas acadêmicas, livros e fontes primárias. O editor disponibiliza conteúdo em português, entre outros idiomas
  • 22.01.19
  • 00:01
Publicação especializada em Odontologia apresenta os avanços tecnológicos da área
Com conteúdo disponível a partir de 2011, o JADA é uma fonte de informações que apoia o papel do dentista e traduz pesquisas importantes em aplicações práticas
  • 02.01.19
  • 00:01
Usuários ligados à Química têm acesso a coleções da Royal Society of Chemistry
Além da coleção completa de periódicos da editora, os usuários do Portal de Periódicos têm acesso a seis bases de dados referenciais
  • 28.12.18
  • 00:12
Plataforma De Gruyter contém periódicos de linguística moderna e outras áreas
São mais de 20 títulos disponíveis para os usuários do Portal de Periódicos, incluindo não só linguística, letras e artes, mas também saúde, matemática, engenharia de alimentos e outros campos
Fim do contedo da pgina