Ir direto para menu de acessibilidade.
Inicio contedo da pgina

Notícias


Divulgação Científica

Doença de Chagas afeta milhões de brasileiros


Sex, 19 de Maio de 2017

Professor Silva e seus alunos (Foto: Divulgação / Elsevier)Uma parcela importante da população brasileira é afetada pela doença de Chagas. Apesar do impacto econômico, pouca atenção tem sido dada ao financiamento de pesquisas para o tratamento da patologia. “Cerca de 18 milhões de pessoas podem estar infectadas e 30% delas desenvolvem doença cardíaca. Incapazes de trabalhar regularmente com um coração aumentado, cinco milhões de brasileiros ficam fora do mercado por causa da doença”, afirma João Santana Silva, um dos principais pesquisadores de doenças infecciosas do Brasil.

De acordo com Silva, assim como todas as doenças negligenciadas, a de Chagas acomete pessoas pobres, em sua maioria. “As empresas farmacêuticas não estão interessadas, pois não querem vender drogas para pessoas que não têm dinheiro para pagar por elas. Por isso, elas não financiam a pesquisa em tratamentos. Mas há agências de fomento em todo o mundo que querem apoiar nosso trabalho, se mostrarmos que temos uma equipe forte o suficiente.”

Por meio da pesquisa científica, Silva e seus alunos estão ajudando a lançar bases de melhores tratamentos para milhões de pessoas com doença de Chagas. Embora transmitidos por insetos, os protozoários T. cruzi são, com frequência, disseminados por transfusão de sangue infectado e da mãe para o bebê durante a gravidez. O diagnóstico precoce e o tratamento são essenciais para combater o avanço da enfermidade.

“Estamos tentando ensinar as pessoas sobre a doença para que possamos identificar e diagnosticar pacientes. Há muita gente não diagnosticada e não tratada atualmente, o que significa que a doença continua a se espalhar. Precisamos acompanhar esses pacientes para garantir que eles não doem sangue ou órgãos e infectem mais pessoas. Um tratamento eficaz também é vital para parar a transmissão da doença de Chagas”, afirma o pesquisador.

Com uma considerável lista de trabalhos científicos publicados, João Silva destaca o artigo P83. Activity of the a new ruthenium NO donor against Trypanosoma cruzi: trans-[RuCl([15]aneN4)NO]2+, publicado pelo periódico Nitric Oxide (texto completo disponível* para usuários do Portal de Periódicos da CAPES). Outros trabalhos e citações podem ser localizados na opção Buscar assunto do Portal.

João Santana Silva é um dos principais pesquisadores de doenças infecciosas do Brasil (Foto: Divulgação / Elsevier)Por sua ampla e significativa atuação científica, João Santana Silva foi um dos destaques do Prêmio CAPES/Elsevier 2015. “Ganhar o prêmio foi uma grande honra para mim e o recebi entendendo que foi o reconhecimento de um trabalho dedicado ao longo de muitos anos em prol do ensino e da pesquisa. Além dos trabalhos publicados e das mais de 10 mil citações, levo uma vida dedicada ao ensino, mais diretamente à pós-graduação”, enfatiza.

Silva explica que seria muito difícil desenvolver um trabalho de excelência sem o apoio do Portal de Periódicos: “o Portal é de suma importância para os pesquisadores brasileiros. De fato, essa ferramenta trouxe a possibilidade de competirmos com mais igualdade com cientistas de outros países. O conteúdo é muito atrativo e eu, particularmente, utilizo todos os dias. Temos um divisor muito claro de antes e depois do Portal de Periódicos. Temos que preservá-lo e, sempre que possível, ampliá-lo”.

João Silva estreia a série “Journeys of Perseverance”, editada pela Elsevier, que contará a história de profissionais em todo o mundo que têm iniciativas originais para obter êxito em suas investigações. O episódio está disponível neste link.


Com informações da Elsevier

*Verifique o conteúdo do Portal de Periódicos disponível para sua instituição


Alice Oliveira dos Santos


Notícias relacionadas

  • 08.12.17
  • 03:12
Inovação em modelo matemático gera método inédito para reprodução de eletrocardiograma
É relevante analisar o sistema cardiovascular pelo ponto de vista biológico e pelo olhar matemático, já que o miocárdio possui características elétricas intrínsecas. Uma recente pesquisa sobre o tema está disponível no Portal de Periódicos
  • 21.09.17
  • 03:09
Quitosana extraída do camarão pode ser utilizada para identificar resíduos de medicamentos veterinários no leite
Pesquisa recém-publicada pelo Food Chemistry está disponível no acervo da biblioteca virtual da CAPES
  • 08.08.17
  • 03:08
Estudo apresenta sensor de glicose nanoestruturado
O sensor foi desenvolvido no Laboratório de Espectroscopia de Elétrons da UFRGS, ao longo das pesquisas de mestrado e doutorado de Adriana Rodrigues. O estudo foi publicado pelo periódico Applied Surface Science
  • 04.08.17
  • 03:08
Pesquisa desenvolve nova técnica para estudar reação do álcool
O artigo científico com os resultados do trabalho é destaque de capa do periódico Chemical Communication
  • 26.07.17
  • 03:07
Cientistas brasileiros desenvolvem método para diagnosticar esquizofrenia mais rápido
Por meio de algoritmos que analisam a estrutura da fala, a técnica poderá antecipar o diagnóstico em pelo menos seis meses. Os resultados estão disponíveis por meio do Portal de Periódicos
Fim do contedo da pgina